Pare de cometer esses 3 erros ao definir metas

Com o fim do ano se aproximando, muitas empresas já estão iniciando os planejamentos de 2019.

Pensando nisso, a Peex Brasil, elaborou esse post para ajudar os líderes a não cometerem alguns erros ao definir metas.

Mas antes, queremos saber como está o aproveitamento da sua equipe? Os colaboradores atingiram as metas definidas até o período? E as suas entregas? Conseguiu realizar todos os projetos estipulados? Se a resposta for negativa, pode ser que algo tenha dado errado na hora de elencar as metas.

Continue com a gente para aproveitar ao máximo o capital intelectual disponível na sua empresa.

Confira se você também comete esses erros ao definir metas

1. Optar por metas irreais ou simplórias

Nesse caso, os líderes e colaboradores comentem dois erros: ou fogem de metas difíceis por envolver novos aprendizados, ou traçam metas impossíveis de serem alcançadas em determinado contexto.

Nenhum dos dois casos contribuirá para o desenvolvimento profissional e organizacional. Por essa razão, é fundamental que tenha um equilíbrio entre a realidade e o aprimoramento.

Opte por metas difíceis (mas possíveis de serem atingidas) que exigem esforço e amadurecimento da equipe. No final do período, as chances dos colaboradores terem se aperfeiçoado, contribuindo com entregas diferenciadas e lucrativas, será maior.

2. Estabelecer metas generalistas

Um grande erro é traçar metas sem um foco principal. Quando os líderes não deixam especificado o que deve ser alcançado, aumentam as chances de haver interpretações divergentes ou falta de engajamento para entregar o resultado esperado.

Nesse sentido, questionar-se sobre o que realmente precisa ser conquistado é um dos caminhos para não cometer esse erro. Para isso, é crucial que os gestores detalhem todas as informações relacionadas – valores, datas, produtos, serviços, volume, entre outros. Com isso, será possível afunilar as metas, tornando-as objetivas.

3. Definir muitas metas

É comum as empresas traçarem muitas metas para conseguirem impulsionar os resultados. Entretanto, quantidade não é lucratividade. Principalmente quando o volumoso número de objetivos não é alcançado.

Os colaboradores precisam ter rumos prioritários a serem seguidos. Isso permite que o profissional se dedique para entregar um resultado de qualidade, capaz de fazer a diferença na rentabilidade do negócio.

Lembre-se que as metas precisam acrescentar valor para a empresa. Atingir metas apenas por atingir ou entregar o mínimo possível não tornará a organização competitiva no mercado de trabalho. Por isso, no próximo planejamento de departamento, foque nos pontos capazes de gerar mudanças significativas e eficientes.

Acompanhe a evolução das metas

Por fim, vale uma dica de ouro: acompanhe ao longo dos meses o desempenho dos seus colaboradores e o andamento de cada meta. Com isso, você conseguirá realizar ajustes necessários para potencializar as chances de atingir todos os resultados esperados.

Atualmente, uma das ferramentas mais utilizadas pelas empresas são os sistemas de RH. Através deles, os líderes diretos e o gestor de RH conseguem mensurar a performance dos colaboradores. Já pensou como isso poderia facilitar a sua tomada de decisão?

Agora que você já conhece alguns erros ao definir metas, entre em contato com a Peex Brasil para conhecer soluções que se adaptam ao seu negócio. Equipes que contam com informação confiável e de fácil acesso trabalham de forma estratégica e costumam apresentar vantagens diante dos concorrentes.

E lembre-se, para continuar recebendo material sobre gestão de pessoas, inscreva-se em nossa newsletter! 

Outros conteúdos que você também vai querer ler:

Metodologia 9 Box

Você conhece o modelo de avaliação de desempenho da Peex Brasil?